Navigation

Baixas vendas fizeram a Konami "abandonar" PES 2013

Koname abondona Pro Evolution Soccer 2013 (Pes 2013)
Pro Evolution Soccer 2013 é o game com o pior desempenho de vendas da série WE/PES. Abaixo, PESBR lista os 5 motivos que fizeram o HQ da empresa colocar um grupo de uma dúzia de estagiários vindos sem nenhum background no jogo para cuidar de PES 2013 e se dedicar 100% em esforços nos dois próximos PES 2014 e PES 2015, ambos já preparados para o XBOX 720 e PS4.



Isso explica a demora absurda na disponibilização de Data Packs e similares. A Konami sabe que isso causa ainda mais irritação nos fãs, mas promete por outro lado, entregar em PES 2014 o melhor jogo de futebol da história.

Descubra os motivos agora:

1. Kei Masuda não estava preparado para o posto e sua falta de liderança junto aos desenvolvedores seniors da série causou conflitos múltiplos dentro da equipe. Masuda deixou claro que não acataria as opiniões de Shingo "Seabass" mesmo que elas viessem banhadas em ouro e atum;

2. Masuda ouviu demais Jon Murphy durante a fase final de desenvolvimento do jogo. Sob os conselhos de Murphy, excluiu o Modo Liga do jogo, um dos tópicos favoritos dos fãs de Pro Evolution Soccer e focou em mais uma tentativa frustrada de conseguir as licenças da Premier League e da Bundesliga;

3. A Konami estruturou mal sua estratégia de marketing. Enquanto FIFA, mesmo com poucas novidades na versão 13, focou sua mira em mercados antes inabaláveis para a Konami. Espanha e França pela 1ª vez tiveram mais vendas de FIFA do que PES até a 2ª semana de Fevereiro e nada indica que isso irá mudar nos próximos 6 meses;

4. A Konami dedicou atenção especial ao Brasil por ser seu 2º maior mercado consumidor mas entregou um produto onde a Liga Brasil possui jogadores com estatísticas similares a dos times default do jogo. A própria empresa reconhece que uma polida mais caprichada teria feito o jogo vender 2 vezes mais do que vendeu. Para PES 2014, o número de desenvolvedores dedicados exclusivamente a Liga Brasil é 2 vezes maior que a de PES 2013;

5. Inteligência artificial de uma loira funkeira. Goleiros que parecem ficar mais burros a cada edição. Exclusão do 3º kit de uniformes e Player Stats absurdas. Hoje, muito mais gamers-addicted preferem jogar com seu jogador preferido ao invés do seu time favorito. Relegar Messi a um jogador comum em PES 2013 foi um tiro no pé absurdo, e punir Messi foi decisão exclusiva de Kei Masuda.

Após o Data Pack de Março com as transferências da janela de inverno, a Konami não lançará mais nenhuma DLC até Outubro, mês de lançamento de Pro Evolution Soccer 2014. Serão teasers e mais teasers, surpresas e mais surpresas que ficam solando como a adaga no pescoço de Shingo Seabass e Kei Masuda.

A sobrevivência da franquia e a recuperação das finanças da Konami dependem de PES 2014.

Fonte: Gamevicio
Share
Banner

Tiago Ferreira

Post A Comment:

0 comments: