Navigation

A história de Metroid



Metroid, para quem ainda não sabe, é uma série de jogos da Nintendo e ocupa o topo dos clássicos junto de Super Mario e Zelda. Eu sou fã demais! O cenário é baseado nos filmes Alien e possuem elementos e tramas fascinantes e originais. Nesta matéria encontra-se um resumo de todos os principais acontecimentos dos jogos da série já produzidos até a presente data, na ordem cronológica de acontecimento, não na ordem de lançamento do jogo.

Elementos da série que você deve conhecer primeiro

Chozo:
Antigo povo-pássaro que habitou o planeta Zebes por vários séculos, desenvolvendo uma sociedade pacífica e de alta tecnologia. Os chozo possuíam grandes habilidades naturais, utilizadas apenas para o progresso de sua civilização. Foram exterminados impiedosamente pela invasão dos Piratas Espaciais que buscavam, nas estruturas de Zebes, o esconderijo ideal. Há rumores de que a cultura chozo tenha se expandido para outros planetas.

Federação Galática:
É a organização formada por diversos planetas da galáxia com o objetivo de promover o intercâmbio de culturas e tecnologias e regularizar as transações comerciais interplanetárias. Liderada por um corpo fechado de representantes de cada planeta, a Federação também monitora as atividades criminosas, através da Polícia da Federação Galática. O Quatel General da Federação (à direita) é localizado na Terra.

Phazon:
Uma substância extremamente radioativa capaz de alterar as formas de vida que se expõem a ela. Essa energia é abundante em Phaaze (à esquerda), um planeta senciente devido ao phazon. Phaaze foi descoberto primeiramente há muito tempo pelos chozo, que foram incapaz de estudá-lo devido sua distância. O planeta dá origem a diversos monstros, como se fossem seus "filhos", incluindo os Leviathans que são os responsáveis pela disseminação do phazon pela galáxia; os Leviathans deixam seu planeta natal quando completam 100 anos de idade e vão para outros planetas corromperem tudo que encontrarem pela frente. O phazon é perigoso se dominado por mãos erradas, pois podem se tornar grandes armas no crescimento de vida alienígena agressiva, modificando não só seu corpo mas como seu comportamento.

Metroid:
Forma de vida dominante no planeta SR388. Foram criados pelos chozo com a intenção de exterminarem os Parasitas-X que infestavam o planeta. Absorvem a energia vital de qualquer um que atacam; acredita-se que foram os responsáveis pela devastação de todas as outras formas de vida do planeta, inclusive de seus criadores, os chozo. Os metroids nascem a partir de ovos colocados pela única rainha, a Queen Metroid. Ao nascer, eles possuem a aparência mostrada na figura à direita. Em 36 horas o ovo choca e dá origem à larva de metroid, uma espécie de água-viva flutuante e gelatinosa, com pequenas garras. Após 24 horas a larva atinge a forma adulta, conhecida como metroid, já com garras maiores para segurar suas vítimas e se alimentar de sua energia. Estes seres possuem grande inteligência e são dotados de raciocínio. Conforme se alimenta, o espécime adulto inicia seu ciclo de evolução, passando gradativamente por estágios:
  • Alpha Metroid: na parte superior da massa gelatinosa, nasce uma espécie de larva com olhos e garras;
  • Gamma Metroid: o ser dobra de tamanho, ganha uma resistente carapaça e suas garras começam a se desenvolver em membros;
  • Zeta Metroid: já possui braços, pernas, cabeça e cauda; tem cerca de 2,70 metros de altura e seu núcleo fica exposto na barriga;
  • Omega Metroid: possui a barriga coberta pela carapaça e tem mais de 5 metros de altura;
  • Phazon Metroid: após serem expostos ao phazon, os ovos de Metroid são alterados. Mais resistentes e com a habilidade de ignorar a matéria física, porém ainda são vunéraveis ao frio extremo. Essa nova raça de metroid não possui relação com a Queen Metroid. Phazon Metroids são capazes de descarregar phazon em suas presas.
São extremamente vulneráveis ao frio, por isso não migram para planetas vizinhos. A colônia é comandada pela Queen Metroid e eles se comunicam telepaticamente. Segundo estudos, quando o metroid é exposto a raios beta, ele se multiplica e sua taxa de crescimento aumenta drasticamente, tornando-se mais agressivo.

SR388:
Único planeta do sistema que leva o seu nome, SR388 se encontra num ponto remoto da galáxia, distante das rotas comerciais da Federação. Sua superfície é totalmente coberta por densas nuvens de chuva ácida e os vulcões estão em constante atividade por toda parte. As profundezas deste planeta escondem milhares de cavernas que se conectam formando um pavoroso labirinto. A forma de vida dominante são os metroids, mas há outras criaturas cujos organismos se adaptaram ao clima hostil do planeta, assim como os organismos menores.

Zebes:
Um planeta pouco conhecido, também afastado do tráfego das naves comerciais. Constantes chuvas castigam a superfície do planeta, gerando uma densa e ameaçadora vegetação em certas áreas. Zebes possui uma vasta teia de cavernas e galerias subterrâneas, algumas praticamente inacessíveis, cheias de lava ou inundadas. A vida é abundante e o planeta oferece perigos em todos os lugares. Ruínas de templos e estátuas chozo denunciam a passagem dessa civilização antiga por lá.

Piratas Espaciais:
Com a criação da Federação Galática, veio não apenas uma época de prosperidade, como também a ameaça desse grupo de vilões, que formaram uma organização para assaltar as várias naves que passaram a circular no eixo comercial da galáxia. Liderados pela Mother Brain (esquerda), os Piratas Espaciais decidiram pesquisar os metroids para utilizar o poder dessas criaturas a seu favor. Com o comando de fortes aliados da Mother Brain, como o lagarto Kraid (direita) e o dragão Ridley (abaixo), os piratas instalaram sua base no planeta Zebes. O exército pirata é constituído predominantemente por zebesianos (criaturas habitantes de Zebes), alguns deles das espécies mais hostis do planeta.

Samus Aran (personagem principal):
Ainda criança, a pequena Aran viu a colônia K-2L, onde nascera, ser devastada por Piratas Espaciais; ela foi salva pelos chozo, que criaram-na desde então. Estes lhe concederam o sangue chozo para que ela tivesse suas habilidades naturais e a ingressaram em um treinamento especial, onde com 14 anos de idade ganhou a Power Suit, sua armadura de combate (feita com base em um esqueleto de um chozo). Com o passar do tempo, Samus fez missões que eram consideradas impossíveis, mas não terminou o treinamento de soldados da Federação Galática, tornando-se então uma caçadora de recompensas.

A história contada nos jogos

Metroid (NES, 1986)
Os Piratas Espaciais possuem metroids roubados e escondidos em reservas no planeta Zebes. Eles pretendem replicar tais criaturas e expô-las a raios beta para utilizá-las como arma biológica e destruir todos e tudo que se opor a eles. Visto que a estrutura de Zebes é uma perigosa fortaleza, a tarefa de infiltrar e derrotar a líder dos piratas, Mother Brain, é quase impossível aos soldados da Federação. Assim, a organização contrata Samus Aran, a mais brava e habilidosa caçadora da galáxia, famosa por completar missões antes ditas impossíveis. Samus aceita e vai até Zebes para destruir os metroids roubados e impedir que os piratas os repliquem; no processo, os piratas maiores Mother Brain, Kraid e Ridley são derrotados, mas não para sempre.

Metroid: Zero Mission foi o sexto jogo da série, lançado em 2004 para Game Boy Advanced. Ele é um remake do primeiro jogo, com o acréscimo de uma região nova após a derrota do inimigo final, Mother Brain. Esta nova região é um local abandonado com vestígios da civilização chozo, mostrando que foi ali que Samus foi criada pelos homens-pássaros.

Metroid Prime (GameCube, 2002)
Algum tempo depois, Samus recebe em sua nave uma transmissão dizendo que os Piratas Espaciais estudando o phazon na tentativa de manipulá-lo no planeta Tallon IV. Este planeta era habitado pelos chozo, mas há muitos anos atrás ele foi atingido por um meteoro que trouxe com ele Leviathans e a energia radioativa de Phaaze. Isto fez com que o planeta morresse, sendo dominado pelo phazon. Acredita-se que os chozo deixaram o planeta e foram para Zebes dar continuidade à sua civilização, após este evento.
No planeta contaminado, durante sua missão de impedir os experimentos dos Piratas Espaciais, Samus encontra vestígios de uma antiga profecia chozo que falava sobre a chegada dela, Samus Aran, para salvar o planeta do phazon e seus frutos malígnos. Ela também encontra equipamentos para sua armadura feitos exclusivamente para o combate do phazon pela caçadora da profecia. Sua armadura fica toda modificada, mais poderosa e resistente ao phazon. No decorrer do seu percurso, a caçadora coleta peças chaves para encontrar a fonte do inimigo e enfrenta Meta-Ridley (à direita), uma forma modificada do dragão arquiinimigo de Samus.
Enfim, ela chega na Grande Cratera, local onde caiu o meteoro que trouxe o fim da vida do planeta. Lá ela enfrenta o Metroid Prime (à esquerda), um metroid criado pelos piratas e modificado drasticamente pela energia do phazon no planeta. Samus derrota a criatura que também era a atual fonte de phazon do planeta; o metroid, ao morrer, absorve as partes modificadas da armadura de Samus, deixando-a menos poderosa. Após a morte do metroid, o planeta fica desinfectado e a vida volta a dominar o ambiente.

Metroid Prime: Hunters (Nintendo DS, 2006)
A Federação Galática recebe uma misteriosa mensagem telepática sobre uma arma chamada Ultimate Power. Samus é contratada para verificar tal artefato; é enviada para o remoto Cluster Alimbic na Galáxia Tetra. Porém, outros 6 caçadores de recompensa concorrentes recebem a mesma mensagem e vão verificar por conta própria, tornando-se verdadeiros obstáculos para Samus. Ela acaba descobrindo que a tal Ultimate Power não existe e a mensagem é uma isca enviada pela criatura Gorea, que está selada em Alimbic num vazio entre as dimensões denominado Oubliette. A batalha acontece e Gorea é derrotada com dificuldade por Samus que, junto dos demais caçadores, foge de Oubliette enquanto esta se destrói.

Metroid Prime 2: Echoes (GameCube, 2004)
Samus é contratada pela Federação Galática para investigar o desaparecimento de uma tropa de soldados da Federação no planeta Aether. Chegando lá ela descobre que todos os soldados foram mortos por diversas criaturas chamadas Ing, que estão infestando o planeta. Ela também descobre que o planeta está em uma encruzilhada entre duas dimensões desde que foi atingida por um meteoro carregado de phazon, algo parecido com o que aconteceu em Tallon IV.
No decorrer de sua aventura que busca encontrar a fonte que mantém aberto o portal entre as dimensões e trazer paz ao planeta, Samus encontra a Dark Samus (à direita), um ser criado a partir da armadura de Samus absorvida pelo Metroid Prime em Tallon IV. Ela é poderosa e resistente, sendo o inimigo mais poderoso que a caçadora já enfrentou até então. Samus a enfrenta e consegue destruir a fonte de phazon que mantém o portal interdimensional aberto, liberando o planeta dos monstros e da energia radioativa, mas Dark Samus permanece viva.

Metroid Prime 3: Corruption (Wii, 2007)
Seis meses se passaram e Samus está em uma estação da Federação Galática quando os Piratas Espaciais atacam. A batalha é breve mas logo todos os caçadores na redondeza são convocados a auxiliar na defesa do planeta Norion, que está sob ataque também e sem defesa alguma. Samus e outros 3 caçadores de recompensa vão para Norion e ajudam a impedir que o planeta seja dominado por criaturas lideradas por Dark Samus. Samus não esperava que esta havia permanecido viva e por isso ninguém previa que ela poderia causar algum problema no futuro. Apesar de salvar o planeta, muitos são infectados pelo phazon de Dark Samus, inclusive Samus! Esta luta para não ser corrompida pela infecção e ao mesmo tempo combate os caçadores infectados já corrompidos que tentam a deter; acima de tudo, Samus também persegue Dark Samus.
Os acontecimentos levam a caçadora chegar ao planeta Phaaze, origem do poder de Dark Samus. A inimiga utiliza um equipamento roubado da Federação pelos piratas para expandir a força do phazon do planeta, implantando-o no coração de Phaaze. Samus derrota Dark Samus e se vê obrigada a destruir tal equipamento, resultando em uma reação em cadeia que explode o planeta de dentro para fora. Samus e as naves da Federação escapam a tempo e a fonte de todo phazon da galáxia é exterminada.

Metroid 2: Return of Samus (Game Boy, 1991)
Algum tempo após tais acontecimentos, Samus é chamada para exterminar o metroids em seu planeta natal, SR388, devido suas capacidades e inteligência, além de despertar a ambição de todos os criminosos da galáxia. A caçadora de recompensas elimina tudo e todas as criaturas em seu caminho pelo planeta até enfrentar a rainha Queen Metroid, criatura suprema da raça. Após derrotá-la, Samus vê que uma pequena larva de metroid restou e este se agarra à mulher como se confiasse nela e como se ela fosse sua mãe. Ao invés de matar o ser e extinguir a raça para sempre, Samus poupou a vida deste último metroid acreditando que há algo de humano dentro dele, apesar de tudo. A larva é levada até o CERES, centro espacial de pesquisas e lá a criatura é mantida em segurança para estudos.

Super Metroid (Super Nintendo, 1994)
Alguns anos depois, os Piratas Espaciais, já recuperados da derrota pela caçadora de recompensas, descobrem que há um último metroid mantido no CERES. A estação espacial é atacada por uma tropa de piratas liderada pelo dragão Ridley; todos os cientistas morrem, mas uma mensagem de alerta é enviada para a redondeza. Samus passava por perto quando isto aconteceu e recebeu a mensagem, indo verificar no mesmo instante. Chegando lá, ela se depara com a destruição e encontra Ridley, travando uma luta contra ele, que termina rápido com a fuga do dragão (ele tinha pouco tempo pois o metroid estava exposto ao frio do espaço em suas mãos). Em consequência, detectando que os cientistas morreram e o metroid foi levado se autorização, o computador principal da estação inicia o processo de auto-destruição, mas Samus consegue escapar a tempo.
Então, a Federação Galática contrata Samus para uma missão que suas próprias tropas de caçadores não seriam capaz: exterminar os Piratas Espaciais e resgatar a larva metroid o quanto antes. Samus, movido por um sentimento materno sub-consciente que se baseia no fato de que a larva metroid pensa que ela é sua mãe, aceita e retorna à Zebes em busca de Ridley e seus parceiros, que reinstalaram sua base no planeta. A caçadora enfrenta inimigos naturais do planeta e vários capangas piratas até alcançar, após muito trabalho, os líderes piratas que dessa vez contavam com novos aliados. Samus derrota Ridley, mas este não possuia mais a larva metroid, somente a capsula em qual ela estava presa, quebrada. Continuando, a caçadora encontra uma região do planeta repleta de metroids alterados, chamados mechtroids, que são clones resultantes de experiências mal-sucedidas dos piratas na tentativa de clonar a larva metroid rapidamente com raios beta. Samus também se depara com uma larva metroid gigante, que na verdade é a larva que ela procura; esta cresceu de maneira alterada devido aos raios beta usados pelos piratas nas tentativas de clonagem. Esta larva giganta é totalmente imune a qualquer coisa, até mesmo o frio. Samus é atacada por ela, mas antes de ter seu último sopro de vida absorvido, a larva percebe que é Samus, "sua mãe", e foge em sinal de vergonha. Logo a frente, a caçadora encontra a líder pirata Mother Brain, travando sua batalha final. Mother Brain possui uma arma super poderosa, a Laser Brain, capaz de destruir até mesmo a larva metroid gigante. Vendo que Samus seria derrotada pela pirata, a larva metroid surge e absorve a energia de Mother Brain, que cai fraca; nisto, o metroid vai até Samus e transfere essa energia para ela, curando-a. Mother Brain levanta-se e, antes de atingir Samus novamente, o metroid a impede, resultando na morte da larva e da pirata. Porém, o metroid deixa um presente para sua "mãe": antes de seu corpo explodir, a larva absorveu o poder do Laser Brain; após a explosão, flocos da larva que caíram sobre a armadura de Samus fazem com que esta adquira tal poder, dando à caçadora uma nova arma, a Hyper Beam. Samus deixa o planeta que está em caindo em ruínas devido à danos causados pela explosão em suas estruturas. Zebes é destruído junto de tudo que restou dos Piratas Espaciais e de suas criaturas.

Metroid: Other M (Wii, 2010)
Após sair de Zebes, Samus é resgatada por uma nave da Federação. Algumas semanas de recuperação no hospital da nave e ela volta a vagar solitária pelo espaço novamente; até então que recebe um sinal vindo de uma estação abandonada; ela vai verificar e lá encontra soldados da Federação que já conhecia dos tempos de seu treinamento nas tropas. Dentre esses soldados está um velho amigo, Anthony Higgs, e um pelo qual ela sempre teve uma amizade especial e muita admiração, o Comandante Adam Malkovich (à direita). Este pergunta porque Samus está ali e ela explica, mas ele é frio e diz que ela não tem permissão de saber o motivo pelo qual a tropa de soldados está ali. Porém, Samus é incluída na equipe, que é dividida, para ajudar na exploração da estação abandonada.
No decorrer da exploração, a tropa explica à Samus que o propósito desta estação era manter criaturas resultantes de experimentos da Federação Galática com fins de criar armas biológicas, algo totalmente proibido. Dentre tais experimentos estão criaturas zebianas, metroids clonados a partir de material genético coletado da larva metroid antes dela ser seqüestrada e uma inteligência artificial baseada na Mother Brain denominada MB. Além de tudo, os metroids ali criados também possuem traços da larva "filha" de Samus, que foram retirados de sua armadura enquanto a caçadora descansava na nave da Federação. O objetivo principal da tropa liderada por Adam nesta estação é encontrar a Doutora Madeline Bergman, a mulher que estava à frente do projeto antes de tudo sair do controle e os cientistas forem mortos. Acredita-se que a Doutora Bergman esteja viva e que ela enviou o sinal que Samus recebeu em sua nave.
Certo momento, Samus é ordenada a ir ao Setor 2 da estação, onde encontra uma jovem mulher apavorada ao lado do corpo de um de seus amigos soldados. Samus diz que está ali para ajudá-la mas ela não acredita e diz que a Federação enviou a tropa para silenciar os sobreviventes da estação. Samus não acredita em tal teoria, mas logo elas são atacadas por um veículo pilotado por uma pessoa que veste a armadura da Federação. Samus destrói o veículo mas o soldado traidor foge; a mulher também desaparece durante a batalha. A caçadora acredita que há alguém na tropa que está ali para eliminar todos os outros.
Samus chega ao chamado Setor Zero, onde há metroids clonados geneticamente modificados para serem imunes ao congelamento e praticamente invencíveis, como aquele que se sacrificou por Samus em Zebes; na entrada, Samus avista um pequeno metroid que a faz lembrar de "seu filho", que a faz exitar ao matá-lo. Adam chega junto dela e diz que pretende acionar o mecanismo de auto-destruição do setor e ordena Samus procurar pela doutora no Centro de Pesquisas enquanto ele faz isso. Ao chegar na sala ordenada, Samus ouve uma explosão vinda do Setor Zero... Adam estava lá dentro no momento e morreu. A caçadora então encontra pistas deixadas pela doutora que a leva até uma grande sala que existe uma Rainha Metroid! A batalha contra o monstro é longa e difícil, mas Samus consegue vencer, encontrando a doutora escondida ali o tempo todo. Madeline explica que a mulher que Samus encontrou anteriormente não era ela realmente, e sim uma projeção criada pela inteligência artificial MB, que também é a responsável pelo que aconteceu à estação. MB, que é baseada na inteligência da líder pirata Mother Brain, desenvolveu uma crença de que os cientistas da estação eram os inimigos e que estavam tentando destruí-la; assim, tomou controle dos computadores principais da estação e liberou as criaturas ali mantidas, causando a morte de todos os cientistas, menos Madeline, que se escondeu antes que qualquer sensor ou criatura a rastreasse.
Samus e Madeline encontram MB novamente. A doutora tenta negociar com o computador, mas este se mostra agressivo e inegociável. Uma equipe de marines da Federação chega para ajudar à pedido de Anthony, que é o único soldado sobrevivente da tropa. MB, com o pensamento de que os humanos devem ser exterminados, invoca um poderoso monstro que ainda estava solto na estação e enfrenta Samus e os soldados. Porém, os marines recebem a ordem de destruir a inteligência artificial, dando um fim ao projeto da Doutora Bergman e finalizando as batalhas.
Todos são levados em segurança ao quartel general da Federação Galática, onde a doutora lamenta pelo fracasso do projeto e Samus pela perda do homem que ela mais gostou em toda sua vida. Após alguns dias, a caçadora ouve que a Federação decidiu destruir a estação que houve o incidente, e Samus voa imediatamente para lá dizendo que precisa encontrar algo importante que deixou para trás. Chegando lá, na entrada do destruído Setor Zero, ela encontra o capacete de Adam, que caiu quando ele entrou às pressas no local. Com o capacete de Adam em mãos, Samus vai embora da estação e esta inicia a auto-destruição, exterminando o projeto ilegal da Federação.

Metroid: Fusion (Game Boy Advanced, 2002)
Dez anos se passaram e, com a extinção dos metroids, o planeta SR388 passou a sofrer um desequilíbrio ambiental. Com isso, a Federação criou o LBE (Laboratório Biológico Espacial) para estudar tais problemas de perto. Samus é contratada pela Federação para escoltar uma equipe de cientistas para pesquisas biológicas no planeta. Chegando lá, Samus é atacada por uma criatura que nunca tinha vista antes: um ser conhecido como Parasita-X. Ao que tudo indica, quando os chozo habitavam o planeta, eles perceberam o quão perigosos eram essas criaturas-vírus, e então criaram os metroids, que se tornaram predadores naturais dos parasitas, mantendo o equilíbrio no ambiente. Porém, quando a civilização de homens-pássaros desapareceu do planeta e, mais tarde, Samus exterminou os metroids em missão pela Federação, os Parasitas-X passaram a se multiplicar rapidamente e superpopular o planeta, causando o desequilíbrio problemático atual.
Após o ataque do parasita, Samus fica fraca e retorna para o LBE. Mas ela não sabe que há um pequeno parasita-X em seu organismo e, no meio do caminho, ele atinge seu sistema nervoso central, fazendo-a perder a consciência e colidir com um asteróide. Por sorte o sistema de emergência da nave a ejeta no espaço; ela é resgatada em seguida por uma nave da Federação, que a leva para ser tratada no Quartel General da Federação Galática. Porém, no meio do caminho, o vírus se multiplica dentro de seu corpo e faz sua armadura romper; desastrosamente, em conseqüência, as partes orgânicas de de seu traje ficam tão interligadas ao seu sistema nervoso que é impossível removê-las em seu atual estado de inconsciência. Alguns pedaços da armadura foram removidos cirurgicamente, mas a maioria foi mantido. Isto fez com que sua aparência ficasse drasticamente alterada, com cores azul e amarelo, capacete rosa escuro e visor azul, tudo com forma mais anatômica. Neste ponto, o número de parasitas-X em seu sistema nervoso era tão grande que era impossível removê-los; Samus estava condenada à morte!
Porém, os cientistas descobrem uma cura: desenvolver uma vacina utilizando células da larva metroid "filha" de Samus, que por sorte eram mantidas nos laboratórios da Federação. A cura foi rapidamente preparada e injetada no organismo de Samus. A partir daí, Samus passa a ter características metroid, como a vulnerabilidade ao frio.
"Para mim, uma vida acabada… eu ainda sobrevivi, renasci como algo diferente. Refletindo este fato, eu percebi que o Metroid salvou a minha vida duas vezes." - Samus Aran.
Ao acordar, a caçadora é informada de uma misteriosa explosão do LBE. A Federação a envia para lá com o objetivo de investigar o ocorrido e a falta de comunicação. Samus ganha uma nova nave que possui um computador inteligente que a auxilia na missão dentro do laboratório; este computador é batizado por ela de Adam...
"Quando eu escutei a instrução (do computador), meus pensamentos vieram para Adam. O Adam real me entendia bem. Ele terminava as ordens dizendo 'Alguma objeção, madame?'... Ele sabia que eu não discordaria. Esse era o seu jeito de notar nossa confiança. Eu me pergunto se eu posso confiar nesse computador, também." - Samus Aran.
Quando Samus chega no LBE, com a ajuda do computador Adam ela descobre que quem causou a explosão e matou os cientistas foi uma criatura que tem exatamente sua aparência original, porém com seus poderes ao máximo e personalidade desumana. Esta nasceu a partir dos pedaços contaminados da armadura de Samus retirados e enviados para o laboratório enquanto ela estava inconsciente, afinal, os parasitas-X podem replicar qualquer ser vivo que eles se instalam.
Adam alerta Samus que é impossível enfrentar esta criatura, nomeada pelo computador de SA-X (à direita). Para isto, ela precisa primeiro atualizar seus equipamentos em determinadas salas espalhadas pela estação. Adam guia Samus pelos vários setores, e acabam descobrindo que o LBE é também uma simulação do ambiente natural do planeta SR388, onde a Federação está criando e estudando toda sua fauna, inclusive metroids, para utilização "benéfica", alterando tais organismos com raios beta, assim como os Piratas Espaciais faziam. Samus então, fugindo de SA-X várias vezes e aumentando o poder de sua armadura, enfrenta finalmente seu maior oponente até então, que é nada mais nada menos que uma cópia perfeita dela! A batalha é difícil e Samus é alertada a tomar alguma providência, pois Adam detecta a presença de várias outras SA-X espalhadas pela estação, provavelmente fruto da reprodução assexuada da SA-X original. A caçadora resolve iniciar a auto-destruição do LBE, pois se ela deixar com que estes parasitas e alguma SA-X saia dali, a galáxia estará condenada, pois estas criaturas não são páris à ninguém!
Porém, Samus é trancada na sala de operações da estação; Adam diz que foram ordens da Federação, que teme que Samus esteja infectada novamente. Samus grita com o computador e este fica intrigado por ela tratar ele como uma verdadeira pessoa, como se fosse mesmo Adam. Com isto, ele concorda em ajudá-la e abre as portas para ela sair e adentrar sua nave. Então, Samus, com apoio do computador Adam, altera a órbita da estação prestes a explodir em direção ao planeta SR388, para que os parasitas-X sejam extintos de uma vez. Samus foge e o LBE explode, destruindo também o planeta e todos os parasitas-X. A caçadora teme que ninguém da Federação Galática entenderá o porque dela ter destruídos os parasitas-X para sempre e, neste momento, ela percebe que o computador possui realmente a personalidade de Adam implantada, pois suas ações e compreensão são exatamente idênticas; ele a consola, dizendo que sempre haverá um, pelo menos um, que entenderá.

--
Share
Banner

Tiago Ferreira

Post A Comment:

6 comments:

  1. U.U


    Muito bom

    Agora eu sei muito mais sobre a `` saga ´´ metroid

    ResponderExcluir
  2. Agora eu entendo a historia rs
    Jogar por jogar não da. Acabei de ler tudo e realmente Metroid Fusion é do caralho hein o_o

    ResponderExcluir
  3. esse jogo ta disponivel para pc?

    ResponderExcluir
  4. A Saga acabou ou vai lançar algum jogo novo?

    ResponderExcluir
  5. melhor historia da saga que li ate agora. Parabens.

    ResponderExcluir
  6. Such a very useful article. Very interesting to read this article.I would like to thank you for the efforts you had made for writing this awesome article.
    slither io | wings io | science kombat | tank trouble 4

    ResponderExcluir